Videogame e Laços Familiares

UNIÃO DE TODOS !!!!




Uma pesquisa feita na School of Family Life, da Universidade Brigham Young, nos EUA, analisou 287 famílias que tinham meninas na idade de 11 a 16 anos. 

O estudo revelou que meninas que tinham o hábito de jogar vídeogame com pelo menos um dos pais, tinham a saúde mental mais estável e o comportamento mais positivo e menos agressivo, sentindo-se mais conectadas à família. 

As pesquisadoras Laura Padilha-Walker e Sarah Coyne, que ministraram o estudo, acham que esse hábito é parte do relacionamento pai-filha, já que a maioria das mães questionadas para o estudo não jogavam videogame.


Fonte: Revista Psique ed. 65

Comentários

  1. Interessante escutar algo que não fale mal das atividades dos "Games". Legal como crianças se arranjam com a atividade. É necessário "escutá-las"... Interessante a postagem, Fabrícia.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Jones,,, podemos ver que existem várias formas de interação entre pais e filhos, desde que tudo seja feito sem excessos, pois no nosso dia a dia o excesso que tem o poder de gerar desequilíbrio...e através do game realmente os pais conseguem escutar os filhos falando sua própria língua,,, é bem legal!!!! Grande abraço, obrigada pelo comentário....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PROGRAMA CEAPA (Central de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas)

18 de Janeiro - DIA INTERNACIONAL DO RISO